Endomarketing em clínicas: descubra como ele pode ajudar

Assim como você se empenha para atrair e fidelizar pacientes, deve também se preocupar com a retenção de talentos no seu consultório. Dificilmente seus esforços serão bem-sucedidos sem o suporte da equipe que o auxilia no dia a dia.

Recepcionistas, telefonistas, enfermeiros, auxiliares e demais colaboradores frequentemente precedem o contato com seus clientes. Às vezes, a primeira impressão é a que fica. Por isso, é tão importante envolver todos no mesmo objetivo: oferecer aos seus pacientes a experiência do atendimento perfeito. Confira como o endomarketing em clínicas pode ajudar.

O que é endomarketing?

Como o nome sugere, endomarketing pode ser descrito como o marketing voltado para a sua empresa. Ou seja, é a adequação das suas estratégias de relacionamento tendo como foco seus colaboradores. Da mesma forma como você tenta compreender as demandas dos seus clientes para oferecer um serviço de acordo com o esperado, deve se preocupar em verificar quais são as necessidades dos seus colaboradores.

Essa prática ajudará a definir mecanismos para uniformizar os objetivos traçados para o seu empreendimento, que devem ser compartilhados com todos. Só assim serão satisfatoriamente alcançados. Para isso, é preciso motivar a equipe a exercer com excelência suas atividades. É aí que entra o endomarketing.

Quais são as vantagens do endomarketing em clínicas?

Retenção de talentos

Pessoas qualificadas, que possuem competências e habilidades necessárias para colocar em prática o atendimento humanizado, profissional e ético do qual você depende, são muito disputadas no mercado de trabalho. Por isso, o endomarketing em clínicas é essencial para oferecer condições e ambiente de trabalho capazes de manter esses talentos na sua empresa.

Engajamento da equipe

Uma das funções mais importantes do endomarketing é engajar seus colaboradores em objetivos que você estabeleceu para os seus negócios. Os funcionários contribuem ativamente para viabilizar o alcance dessas metas, portanto, faz sentido que estejam mobilizados. Isso se consegue, principalmente, com comunicação transparente, e definição clara dos propósitos e adoção de práticas de estímulo.

Melhor clima organizacional

Resumidamente, o clima organizacional é a percepção que seus colaboradores têm do ambiente de trabalho que você oferece a eles. O conjunto de ações que você adota no gerenciamento dos recursos humanos, portanto, influencia diretamente na satisfação dos funcionários.

O endomarketing, além de ter como objetivo melhorar a relação com seu público interno, pressupõe a avaliação da aceitação de suas práticas, algo que pode ser feito com pesquisas de clima organizacional. Um nível de satisfação maior reflete que sua equipe reconhece o valor da sua liderança e dos seus métodos.

Gestão mais eficiente

Quando você planeja a gestão da sua clínica, observa questões financeiras, operacionais e comerciais para melhorar seu desempenho empresarial. Para isso, estabelece medidas como realizar investimentos, reduzir custos, melhorar a infraestrutura do ambiente, recorrer ao marketing para projetar seu consultório, entre outras possibilidades.

Tudo isso é muito importante. No entanto, é comum que muitos gestores sintam-se frustrados por não conseguirem tirar os propósitos do papel ou por não verem resultados práticos das medidas que adotaram. Nesse caso, talvez, tenha faltado olhar para o público interno.

O endomarketing em clínicas é, primeiro, uma ferramenta de comunicação. À medida que a sua interação com os colaboradores melhora, há maior transparência e confiança nessa relação. O comprometimento deles com os resultados será uma consequência. Assim, você torna a sua gestão mais eficiente.

Aumento da satisfação dos pacientes

Boa parte do atendimento prestado aos seus clientes acontece fora da sua sala. O paciente agenda consulta, busca informações sobre procedimentos, efetua pagamento, faz a ficha ao chegar à clínica, aguarda na recepção, usufrui das suas dependências, esclarece dúvidas, entre outras coisas. Tudo isso enquanto você se dedica à assistência médica.

É inviável controlar todos esses processos de perto. Se eles não forem bem executados, você pode perder clientes, seja porque eles não conseguiram ser atendidos ou porque ficaram insatisfeitos com o atendimento na totalidade.

Novamente, a contribuição do endomarketing em clínicas está no alinhamento das estratégias de atenção aos seus pacientes. É preciso que haja uma uniformidade do início ao fim. Ou seja, um atendimento de excelência da chegada à saída do consultório. Lembre-se: funcionário satisfeito gera clientes satisfeitos.

Atração de clientes

Pacientes satisfeitos, por sua vez, são sua melhor ferramenta de marketing. De nada adianta adotar as melhores práticas para captação e fidelização de clientes se, no final, o marketing não condiz com o que você pode entregar no atendimento.

Para vender bem seu serviço, não basta apenas transmitir a mensagem ao seu público-alvo, é preciso que o marketing reflita o propósito da sua empresa. Essa é uma regra importante da comunicação empresarial. A imagem que você quer passar não será construída sem a integração e o engajamento da sua equipe.

Como colocar o endomarketing em prática?

Pronto, você já sabe o que é endomarketing e como ele pode melhorar seus resultados. Mas, afinal de contas, como colocá-lo em prática na sua clínica? Não existe uma única resposta possível. A melhor estratégia será aquela que estiver alinhada à sua realidade. No entanto, vale a pena conferir algumas ferramentas que podem ser o seu ponto de partida.

Antes de mais nada, não crie a ideia de que endomarketing é algo viável apenas para grandes empresas. Há pequenas e médias empresas se destacando por conseguir oferecer aos seus colaboradores o melhor ambiente de trabalho possível.

O ranking Great Place To Work (GPTW), que premia as melhores empresas para se trabalhar, faz um levantamento setorial abrangendo, também, a área da saúde. Mesmo clínicas de menor porte têm sido reconhecidas pelas suas práticas.

Segundo a consultoria, estabelecer uma relação de confiança com os colaboradores é a principal medida de destaque na atenção aos recursos humanos. A partir daí é que surgem as práticas de estímulo. Veja alguns exemplos e note que nem todas as ações adotadas geram custos elevados:

  • bolsas de estudo: segundo a GPTW, as melhores empresas para se trabalhar investem em treinamento, educação e qualificação, concedendo bolsas de estudo (em geral de 50%) para cursos de graduação, idiomas, pós-graduação, entre outros;
  • qualidade de vida: o objetivo é oferecer possibilidades para o bem-estar dos colaboradores, como a ginástica laboral, que é bastante comum. Se não for possível fazer esse investimento, você pode tentar firmar parcerias com academias, por exemplo;
  • sexta-feira reduzida: as empresas farmacêuticas fazem uso desse benefício, permitindo que o funcionário encerre as atividades mais cedo nesse dia;
  • apoio extraprofissional: é importante compreender que um profissional com problemas tem a produtividade prejudicada, por isso, empresas premiadas oferecem apoio jurídico, psicológico e financeiro;
  • recompensas e prêmios: reconhecer o esforço pelos resultados alcançados faz parte da remuneração estratégica e é uma excelente forma de estimular seus colaboradores.

O endomarketing em clínicas é um diferencial que pode impulsionar seus negócios. Invista já nessa prática para melhorar seus resultados e não se esqueça de curtir nossa página no Facebook!