5 Modelos de negócios em que sua clínica pode atuar no mercado

Se você pensa em abrir um espaço só seu, precisa estabelecer qual o tipo de negócio vai seguir. Se vai trabalhar só ou incluir colegas de profissão, quais serão os preços dos atendimentos ou se quer abrir seu consultório direcionando para uma especialidade. Se não sabe quais são os modelos de negócios para a saúde, nós vamos explicar, e mostrar qual a melhor escolha para você. 

1. Clínica popular

A clínica popular é um modelo de negócios que foi muito bem aceito pelo público em geral, principalmente porque oferece preços acessíveis, flexibilidade no pagamento, o que acaba garantindo uma agenda sempre lotada.

Ela é um modelo perfeito para quem está mais preocupado com a funcionalidade do que com o status.

Aqui nunca vai faltar paciente, pois é um negócio que funciona bem para o médico e para o cliente.

Lembrando bem a diferença entre clínica ‘’popularesca’’, que no sentido mais extenso da palavra são aquelas clínicas que muitas vezes não cuidam da aparência e estrutura física.

Esse modelo de negócio deu muito certo por causa de um nicho que até então não havia sido muito explorado e que passou por um boom nos últimos anos.

Estamos falando daqueles pacientes que não tem plano de saúde ou dinheiro para ir a uma consulta particular com preço alto, mas que também não querem ir ao SUS, tratando-se principalmente de pessoas da classe C e D.

Todos lucram com a clínica popular

Não é porque é clínica popular que o atendimento deve ser ruim.

Os preços devem ser justos, o atendimento deve ser rápido e oferecer qualidade ao mesmo tempo, para garantir as boas avaliações e ajudar a atrair mais pacientes.

Metade da receita gerada e os custos da clínica ficam com o empreendedor que normalmente é em torno de 50/60%, já os médicos que prestam serviços recebem mais do que em planos de saúde, cerca de 40% a mais.

Apesar disso, em estruturas de pequeno porte, onde você realize somente consultas e procedimentos de baixa complexidade os custos não são altos, o que acaba gerando um lucro satisfatório.

2. Consultório especializado

Esse modelo é simples e mais comum, seu próprio consultório. O que funciona independentemente da sua especialização ou área de atuação.

A dificuldade desse modelo é o fato de que você talvez precise investir mais verba com divulgação e ter que montar tudo do zero, além de precisar fazer o seu nome no mercado.

Se você trabalha hoje em parceria com outros profissionais e seu nome já é conhecido, pode ser uma boa ideia abrir a sua própria clínica, apenas reforçamos que é importante lembrar que você precisa ter uma boa construção da sua imagem digital e ter uma boa localização do seu consultório. 

3. Diagnóstico especializado

As clínicas de diagnósticos especializados são aquelas voltadas para exames mais complexos, como ressonâncias e tomografias.

Como são exames bem específicos, possivelmente, dependendo da região onde você esteja instalado a sua demanda poderá ser menor, no entanto a clínica também tem alternativas como análises clínicas.

Para clínicas de diagnóstico especializado é necessário investir em profissionais ou empresa especializada em laudo e equipamentos, que muitas vezes necessitam de um grande investimento para realizar os exames.

 4. Franquias

Diferente de abrir o seu primeiro negócio e precisar construir sua autoridade, com a franquia você tem o nome e só precisa cumprir os protocolos do franqueador para abrir a unidade.

Nesse caso, não necessariamente o empreendedor precisa ter uma formação na área da saúde, ter noção de gestão e organizacional é suficiente, no entanto, será necessário estudar sobre as rotinas para entender como funciona o dia a dia daquele modelo de negócio.

Nessas franquias o custo de operação é muito baixo, cerca de 40% menor do que em clínicas convencionais, nesse caso quando falamos de franquias de clínicas populares.

Mas em todo o caso, é fundamental que você conheça bem o mercado onde você pretende atuar, porque mesmo sendo mais barato, em alguns caso, trazer uma franquia, um negócio montado, não quer dizer que será mais fácil para você fazer com que esse negócio dê certo.

5. Clínicas integradas

Construir um nome na área pode ser algo complicado, principalmente se você não tem uma equipe de gestão , comunicação e marketing para te auxiliar.

Numa clínica integrada, diversos profissionais atendem para aumentar a possibilidade de especialidades e dependendo do seu ramo de atuação pode incluir até exames no mesmo local.

Sempre falamos, que o consumidor mudou e que atualmente as pessoas priorizam ir a lugares que entreguem custo e benefício em um só produto ou serviço.

Nesse caso, uma clínica que possua várias especialidades, onde os pacientes poderão realizar exames de ultrassom e coleta de exame de sangue são fundamentais para você fidelizar seus clientes.

Dentro desse espaço estabeleça um fluxo que priorize uma jornada excelente do seu paciente, fazendo com que a experiência dele seja lembrada como um diferencial positivo da sua clínica.

Na hora de abrir sua clínica ou consultório, fale com a gente! Nós sabemos como te ajudar. Fale conosco