6 fatos que seus pacientes precisam que você diga a eles

Por mais que a maioria das pessoas não seja muito fã de consultórios dentários, hospitais ou qualquer ambiente que envolva profissionais da saúde,  consultas periódicas são importantes para manter nossa saúde em dia. Trabalhar a prevenção de doenças é a melhor forma de evitar problemas mais sérios no futuro. Mas não é só a ida ao médico, ao dentista ou ao nutricionista que é importante. O repouso em casa também é importante para a melhor eficácia do seu tratamento. Mas esse tratamento só pode ser feito 100% se os pacientes souberem de todos os procedimentos que eles devem ou não devem seguir. Durante minhas consultorias, alguns fatos sempre são comentados pelos profissionais da área da saúde. Listei os mais comentados e te apresento agora 6 fatos que seus pacientes precisam que você diga a eles.

Veja:

6 fatos que seus pacientes precisam que você diga a eles

1 – Pacientes precisam saber que a automedicação é perigosa

health-solution

Entre as coisas que os pacientes precisam saber é que a automedicação é perigosa em qualquer circunstância, mesmo que seja para acabar com aquela dorzinha muscular, uma dor de cabeça ou uma gripe.

Muitos profissionais da saúde comentam que no caso de você esteja fazendo algum tipo de tratamento, a automedicação pode interferir nesse tratamento.

Uma cliente minha que é ginecologista me informou que muitas pacientes dela passam por uma situação bem recorrente que é a mistura de anticoncepcionais e antibióticos, ou pílulas do dia seguinte e injeções de anticoncepcional quando tomadas no mesmo período em que estiver tomando antibióticos podem cortar o efeito da pílula e acabar criando uma gravidez indesejável.

Não importa o que seja, frise sempre ao paciente que, independentemente da dor, é preciso procurar um médico. Pode e não pode ser algo sério, mas com certeza não vale o risco.

2 – Ignorar sintomas

dores-health-solution

Outra coisa que seus pacientes precisam que você diga a eles é para não ignorar certos sintomas que podem ou não indicar algo mais sério.

Dores de cabeças fortes e corriqueiras podem indicar, por exemplo, a enxaqueca, que precisa de um tratamento específico.  Eu mesmo sofria bastante com fortes dores de cabeça e me automedicava, até que fui em um neurologista e ele me passou várias formas de tratamento para aquele problema.

Isso porque os remédios comuns, aqueles que são vendidos sem receita, dificilmente farão efeito para você. Então, além de gastar dinheiro, você continuará com dor de cabeça, por isso é importante procurar o médico para saber se é só uma dor de cabeça comum, enxaqueca ou se a dor de cabeça é um sintoma de outra coisa.

Assim, como me falou uma outra cliente que é dermatologista, que a queda de cabelo e o enfraquecimento das unhas pode ir muito além da falta de vitaminas. Ao invés disso elas podem significar que os hormônios da sua tireoide estão baixos e você precisará de um tratamento adequado para isso.

3 – Seguir os horários corretos da medicação

hora-certa-health-solution

Alguns pacientes podem ter problema em se lembrar de tomar a medicação nos horários corretos, principalmente os idosos, por isso é importante lembrar seus pacientes porque eles precisam tomar a medicação no horário certo. Muitos profissionais da saúde não se preocupam com isso, e nem param para refletir que esse ponto é um dos mais importantes, que é o pós-consulta.

Você, profissional da saúde, sabe mais do que nós que os medicamentos precisam ser tomados nos horários indicados para fazer efeito, caso contrário, os pacientes podem estar retardando a melhora da doença por se esquecer de tomar o medicamento no horário certo.

Então, os pacientes precisam saber da importância de seguir os horários.  Lembre-se que esse é um detalhe importante que muitos profissionais saúde não se atentam ou não acham importante cuidar dos seus pacientes depois que eles saem do seu consultório, clínica ou hospital. Fazendo isso você estará estreitando os laços e fortalecendo o relacionamento com seus pacientes.

4 – O tratamento continua em casa

Depois de passar por alguma cirurgia ou algo do tipo, na maioria das vezes o paciente terá que continuar com o tratamento em casa, para isso é preciso que ele siga algumas instruções que você sempre recomenda.

Um amigo dentista me disse que, por exemplo, no caso de uma extração de dente os pacientes devem evitar algumas comidas, especialmente comidas mais sólidas que podem abrir os pontos ou machucar a região que foi operada.

Os pacientes também devem optar por certos alimentos, como alimentos gelados – que ajudam o sangue circular e automaticamente minimizam a dor – e também escolher uma alimentação mais líquida ou com alimentos mais moles e fáceis de mastigar.

Pode parecer óbvio para você que é profissional da saúde, mas para alguns pacientes não é, por isso é preciso repassar todos os procedimentos para ter certeza que ele está ciente dos cuidados que precisa tomar em casa.

5 – Não faça força

relax-health-solution

Como dissemos, na maioria dos procedimentos de saúde o tratamento continua em casa. Muitas vezes, por ser um procedimento simples, os pacientes acham que podem ter uma rotina comum, mas não é bem assim que funciona. Como falei acima, o acompanhamento do pós consulta ou pós-cirurgia é fundamental vindo de você e da sua equipe.

Muitos procedimentos, apesar de simples, ainda requer cuidados por parte do paciente, então não se esqueça de informar que os seus pacientes precisam ir com calma, como não carregar muito peso ou fazer muito esforço.

6 – Higiene

higiene-health-solution

A higiene caseira é muito importante para a maioria dos casos, principalmente se foi preciso fazer algum tipo de intervenção cirúrgica. Além de manter o local limpo é importante também ter uma higiene mais reforçada nesses casos, como higienizar as mãos, as roupas, os lençóis e o local como um todo.

sim-health-solution

Apesar de parecerem fatos óbvios seus pacientes precisam saber dos procedimentos detalhe por detalhe. Como profissional da saúde, você médico, dentista, nutricionista, enfermeiro ou outra área poderia criar um manual de normas e padrões para entregar para os seus pacientes sempre após uma consulta ou um tratamento especifico. Esse passo a passo de como os pacientes devem se cuidar no momento PÓS faria com que você se destaque a frente de seus concorrentes por demonstrar esse cuidado a mais.

PS: Se você tem interesse em melhorar cada vez mais seu atendimento, deixei disponível gratuitamente uma das ferramentas que utilizo com meus clientes. É um Checklist. Nele, eu destaco 5 Ações Simples Que Os Melhores Consultórios Fazem Para Conquistar Seu Paciente! Veja o checklist do atendimento perfeito clicando aqui.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Módulo 1 – Conhecendo o Seu Negócio

É fundamental que você conheça como funciona o mercado em que você atua. Nesse módulo você vai aprender a entender os números que compõe o mercado da saúde, as pesquisas e os números dos concorrentes que quando bem interpretadas fazem a diferença na sua clínica.

Módulo 2 – Gestão do Dia a Dia

De nada adianta você entender de Gestão na teoria se não souber colocar ela na prática. Nesse módulo você vai aprender como colocar na prática os tópicos da sua gestão e gerenciar a sua equipe.

Módulo 3 – Como assumir a Liderança

A maioria dos gestores na saúde pensam que ser líder é ser chefe. E inicialmente para ter um negócio e até mesmo para liderar uma equipe dentro de uma clínica, hospital e um consultório, você necessita entender o que é ser líder. As pessoas querem seguir um líder. Ser chefe é coisa do passado.

Módulo 4 – Posicionamento de Mercado como Vantagem Competitiva

Saber se posicionar no mercado é o diferencial que vai te destacar para os seus pacientes e também será uma vantagem competitiva frente aos seus concorrentes. Quem não se posiciona, não se destaca, e sendo assim acaba sendo igual a todos.

Módulo 5 – Precificação

Quantas vezes você já precificou o seu serviço como deveria? Precificar comparando somente com o concorrente é um erro gigantesco. Nesse módulo você vai conhecer como precificar de verdade sua consulta e seus procedimentos. Sabe precificar é uma grande vantagem frente aos seus concorrentes.

Módulo 6 – Aprenda a Vender na sua Clínica

A Venda é o coração de uma empresa. A sua clínica é uma empresa! Mas entenda, você não deve jamais vender sem ética, empurrar procedimentos nos pacientes. Nesse módulo você vai aprender como vender sempre, todos os dias, e claro, vender sem medo de faturar.

Módulo 7 – Como desenvolver um Marketing de Sucesso

A maioria dos profissionais da saúde só se comunicam pelo Instagram. Nesse módulo eu ensino como você pode se destacar e divulgar a sua marca e seus serviços em outras redes sociais. Mostro também as diversas possibilidades que existem para a divulgação da sua clínica.

Módulo 8 – Experiência do Paciente - O futuro da Saúde

Hoje não só na saúde, mas em todos os setores da economia os pessoas procuram nas empresas um atendimento diferenciado e buscam viver uma experiência única de tudo que já viram.
A experiência do paciente é a soma de todas as interações que o paciente possa ter em um estabelecimento de saúde, desde o primeiro contato, até o momento da alta médica, que possam influenciar na percepção do cuidado, atenção e continuidade do atendimento.
E você vai aprender como implantar essa Experiência.

Módulo 9 – As Ferramentas Básicas do Atendimento

Nesse módulo vou te apresentar as habilidades técnicas que uma secretária precisa ter e quais ferramentas são fundamentais para ela se organizar.

Módulo 10 – Atendimento de Excelência

Neste módulo você vai aprender o que é um atendimento de excelência, quais são os pilares para você implantar ele na sua clínica, como lidar com pacientes insatisfeitos e exemplos de excelência de grandes marcas que vão te ensinar pequenas ações de alto impacto.

11 – Jornada de Encantamento ao Paciente

Nesse módulo você vai aprender o que é encantamento e como gerar encantamento para o seu paciente através de ações no antes, durante e depois da consulta.